CorelDRAW X6 CorelDRAW X7 Tutoriais 17 de maio de 2012 | 111 comentários
 Neste tutorial vamos aprender o fechamento de arquivos e os cuidados que o designer tem que ter antes de entrega-lo para a gráfica. Mas antes de começar a explicar todo o procedimento, irei citar algumas dicas, que deixara todo o seu trabalho bem feito e evitará problemas na produção. * Sangria no mínimo 3 mm para todos os lados;

 * Os elementos a pelo menos 3 mm longe do corte;

 * Todo layout precisa estar em CMYK;

 * Sempre transforme os arquivos em curvas;

 * As imagens devem ser convertidas para 300dpi*, atenção para as imagens recortadas, lembre-se de converter com o box transparência ativo. As Imagens retirada da internet, como por exemplos as encontradas no google, devem ser avaliadas, já que as mesmas estão em 72dpi. Se tiver oportunidade e condições financeiras, opine pelos sites de bancos de imagens de alta resolução.

 * Sempre deixar as páginas centralizadas, para não correr o risco de na hora do corte, a página ser cortada errada;

Essas são algumas dicas e cuidados que devemos ter para ter um ótimo resultado. E irei falar de arquivos e layout sujos.
Agora vamos ver como funciona o fechamento de arquivos no corel draw. Usarei o CorelDRAW X5 o mesmo se procede no CorelDRAW X6.
Abaixo esta uma amostra de um arquivo que fiz no Corel, pronto para realizar o processo de fechamento e enviar a gráfica.
Fechamento de arquivo1
Após o layout pronto e aprovado, vá até o menu ARQUIVO, em seguida coletar para saída…, irá surgir uma janela com as opções coletar automaticamente todos os arquivos associados ao documento (recomendado) e escolher um perfil de impressão (arquivo .csp) para coletar somente arquivos específicos.
Fechamento de arquivo2
A próxima tela se refere ao formato que irá salvar PDF ou CDR. Selecione as duas opções. Para PDF escolha o PDF/X-1a. Para CDR escolha a versão compatível com a gráfica, recomendo usar uma versão mais antiga, da versão 10 pra cima. Clique em Avançar
Fechamento de arquivo3

Na próxima tela, marque a opção INCLUIR FONTES DO DOCUMENTO E LISTA DE FONTES. É nesta tela que alguns erros já começam a lhe jogar para o “buraco”. Algumas fontes o Coreldraw, não consegue localizar e as destacam de vermelho, por isso converto tudo em curva. No meu exemplo não ocorreu erros com fontes e me mostrou a que eu não tinha convertido. Clique em Avançar

Fechamento de arquivo4
Nesta tela escolha o perfil de cores usadas, marque o Box INCLUIR PERFIS DE CORES. Clique em Avançar
Fechamento de arquivo5
Selecione a pasta onde irá salvar o projeto. Para uma melhor organização, nomeie a pasta como o nome do projeto e cliente. Clique em Avançar
Fechamento de arquivo6
Feito isso, é só clicar em concluir e enviar a pasta onde foi salvou o projeto para gráfica.
Fechamento de arquivo7
Você prestou atenção no fechamento de seu arquivo se há sujeira ou não? Então…
Arquivo ou layout sujo

ARQUIVO OU LAYOUT  – REPROVADO 

Sujeira, ninguém gosta dela, isto também ocorre em materiais gráficos, e principalmente eles, mas o que irei-a bordar não é este tipo de sujeira, não é um layout mal projetado nem algo do tipo relacionado a imagem em si.

O que irei abordar é a sujeira que muitos “designers” gráficos, deixam em seus layouts, nem necessidade de estarem lá. O que seria esta sujeira?
A sujeira que me refiro é relacionada aos objetos que “fazem” parte da composição sem a menor utilidade.
Ex.: Um quadrado ou elipse sem preenchimento e contorno, não aparecem, mas estão lá. Ou mesmo um texto atrás de um fundo que o encobre, impedindo de ser visualizado. Objetos e imagens ocultos dentro de PowerClip ou Máscara, que não aparecem, que não fazem parte da composição, elevando os MBs do arquivo sem necessidade alguma.
Bom você deve esta se perguntando, “E qual o problema de esquecer um objeto “invisível” aqui e outro ali?”.
Para você nenhum, mas para quem fecha arquivos para impressão com este tipo de “lixo”, se não prestar atenção pode se enrolar depois com a gráfica em questão. Por quê? Há vários modos de fechar arquivos para impressão e alguns deles são automáticos, fazendo com que este objeto que até então estava oculto, fique visível. Isso ocorre muito comigo, já fechei muito material onde havia textos por de trás de um fundo, o texto, não era para aparecer mesmo, mas vai saber o motivo dele ainda estar presente na peça gráfica.
Há também os casos de utilização de linhas guias, que me desculpa alguns “artistas”, “Para qual objetivo de usarem linhas guias se vocês não alinham nada com nada?”. Alguns usam tantas linhas que fica até difícil de visualizar o layout.
Portanto, quando finalizar seu layout, e o cliente dar o veredito, verifique e limpe o arquivo, deste modo evita complicações para você e/ou quem fechará o arquivo para impressão. Aliás, se você pode evitar o erro, porque dar uma chance dele surgir?
É isso ai pessoa, espero que a postagem ajude a todos e agradeço ao Glênio da Gráfica fogo vivo por disponibilizar este conteúdo tão importante, com a Arte no Corel e com vocês.

Visitem a loja e faça suas encomendas.

Arte no Corel compartilhando o melhor para você.
Curso 24 horas de CorelDRAW!